Jorge Marra é indiciado por roubo, homicídio e porte ilegal de arma de fogo

0

Em coletiva de imprensa realizada na tarde da última terça-feira (06), a Polícia Civil, a através dos delegados, Valter André, Delegado Regional da PCMG em Patrocínio; Renato Mendonça, de Furtos e Roubos; e a delegada titular da Delegacia de Homicídios, Ana Beatriz de Oliveira Brugnara, falaram sobre as investigações que levaram ao indiciamento do ex-secretário municipal de obras de Patrocínio, Jorge Marra, apontado como autor dos disparos que vitimou o candidato a vereador Cássio Remis.

Antes da apresentação, esclareceu que embora houvessem diversas tentativas de interferência política, no sentido de influenciar a Polícia Civil no andamento da investigação, o trabalho foi realizado pelas equipes com total independência. O inquérito com 380 páginas foi entregue à Justiça na última terça-feira.  

A delegada titular da Delegacia de Homicídios, Ana Beatriz de Oliveira Brugnara, esclareceu que o ex-secretário, Jorge Marra foi indiciado pelos crimes de roubo, quando ele pega o celular da vítima no momento em que fazia a live em via pública; crime de homicídio com duas qualificadoras, que é o motivo fútil e dissimulação, quando o autor engana a vítima e efetua os disparo. Jorge Marra ainda deve responder por porte ilegal de arma de fogo.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o motorista da secretaria que acompanhava Jorge Marra também foi indiciado. Ele deve responder por participação no roubo majorado, no momento em que dá fuga para o ex-secretário no momento em que ele toma o celular da vítima, e pelo crime de favorecimento pessoal, quando facilita fuga do autor manobrando a caminhonete no pátio da secretaria, como divulgado nas imagens das câmeras de segurança.

O prefeito Deiró Marra não foi ouvido, porque segundo a Polícia Civil com base na linha de investigação não foi apurada a sua participação no crime. Já em relação ao ex-prefeito do município de Perdizes, Edno José, que teve contato com Jorge Marra logo após o crime, a Polícia Civil de Patrocínio informou que qualquer investigação fica por conta da PC daquele município. Na época, o ex-prefeito negou ter ajudado na fuga, procurou a Polícia Militar e confirmou que havia se encontrado com Jorge Marra, e que o mesmo havia pedido para guardar o veículo em sua residência, e que em seguida um outro carro buscou o ex-secretário.

Jorge Marra está no Presídio Sebastião Satiro desde o último dia 28 de setembro, onde cumpre quarentena para detectar possível infecção por Covid-19. De acordo com o delegado Valter André, possivelmente ele deve ser transferido para outra penitenciária após esse período, o que deve ser definido pelo Sistema Prisional. A Polícia Civil continua com solicitação para que o ex-secretário permaneça em prisão preventiva até o julgamento.    

Campartilhe.

Deixe Um Comentário

Facebook login by WP-FB-AutoConnect